Baixe o PDF aqui!

O ANO DA CHUVA DE BENÇÃOS DE DEUS EM MINHA VIDA.

 “Porque derramarei água sobre o sedento, e rios sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre os teus descendentes”. (Isaías 44:3)

Caminhar sobre a promessa de Deus é uma atitude de fé, determinação e perseverança. Esses três aspectos fazem a diferença de quem anda com Deus.

Falamos muito que andamos com Adonai, que Ele está presente em nosso dia a dia ou que aprecia nossas histórias. Contudo, pouco avaliamos se de fato suas Palavras fazem parte de nosso dia a dia. Se são elas que norteiam nossos sonhos, nossos empreendimentos, nossas decisões e até mesmo os nossos pensamentos. Se são elas a nossa fonte de vida, de alegria, de saúde e de força para superar os desafios que o mundo impõem.

Precisamos  refletir sobre o andar com Deus ao priorizar e confiar nas Suas Promessas. Foi isso que o homem Abrão fez ao ouvir a Palavra de Adonai, pois o comando foi para que ele saísse de sua terra para viver confiante sob a promessa de ser Pai de multidão.

“Então o Senhor disse a Abrão: Saia da sua terra, do meio dos seus parentes e da casa de seu pai, e vá para a terra que eu lhe mostrarei. Farei de você um grande povo, e o abençoarei. Tornarei famoso o seu nome, e você será uma bênção. (Gênesis 12:1,2)

A promessa sempre vem para o amanhã, os verbos nela empregados remetem para o futuro, sejam eles relacionados apenas a horas ou  a anos. Mas o que define  a eficácia da Promessa é a Fidelidade e o Poder de quem a fez.

E a história bíblica revela o andar de  Deus com Abrão. As lutas e os conflitos que ele vivenciou em razão do tempo do cumprimento da promessa. Contudo, Deus sempre esteve com ele, em cada fase da trajetória da promessa, animando e renovando suas forças e esperanças para que ele perseverasse na fé.

“Depois dessas coisas o Senhor falou a Abrão numa visão: Não tenha medo, Abrão! Eu sou o seu escudo; grande será a sua recompensa! Mas Abrão perguntou: Ó Soberano Senhor, que me darás, se continuo sem filhos e o herdeiro do que possuo é Eliézer de Damasco? E acrescentou: Tu não me deste filho algum! Um servo da minha casa será o meu herdeiro!  Então o Senhor deu-lhe a seguinte resposta: Seu herdeiro não será esse. Um filho gerado por você mesmo será o seu herdeiro. Levando-o para fora da tenda, disse-lhe: Olhe para o céu e conte as estrelas, se é que pode contá-las. E prosseguiu: Assim será a sua descendência. Abrão creu no Senhor, e isso lhe foi creditado como justiça.”

(Gênesis 15:1-6)

Um outro  aspecto a ser observado do andar com Adonai, revelado ainda na vida do homem Abrão aos 99 anos de idade, diz respeito à perfeição. Essa perfeição ela é espiritual, física e emocional.

“Quando Abrão estava com noventa e nove anos de idade o Senhor lhe apareceu e disse: Eu sou o Deus Todo-poderoso; ande segundo a minha vontade e seja íntegro. (Gênesis 17:1)

Andar com o Eterno diz respeito a não se afastar da promessa.

Abrão perseverou, não desistiu no meio do caminho, seguiu conforme o que a Palavra do Eterno lhe orientava e confiante na Fidelidade de quem fez a promessa, recebeu a vitória.

“O Senhor foi bondoso com Sara, como lhe dissera, e fez por ela o que prometera. Sara engravidou e deu um filho a Abraão em sua velhice, na época fixada por Deus em sua promessa. Abraão deu o nome de Isaque ao filho que Sara lhe dera.”(Gênesis 21:1-3)

Agora chegou a nossa vez de atentamente ouvir a voz do Eterno para  o ciclo dos 366 dias de 2017. Já sabemos que Deus existe e cumpre a promessa. Pois estamos cercados de muitos testemunhos de Sua Fidelidade e Poder. Os céus proclamam a Sua Glória e o firmamento anunciam as obras de suas mãos. A nação de Israel declara a fidelidade da Promessa na vida de Abrão que, posteriormente passou a se chamar Abraão. E pela presença do Verbo que se tornou carne e habitou entre nós para buscar e salvar o que se havia perdido.

Jesus também fez uma promessa de não nos deixar órfãos.

“E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;
O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós. Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.”
(João 14: 16 – 18).

E sua promessa se cumpre em Atos 2.

“E, cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos concordemente no mesmo lugar;E de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.” (Atos 2: 1-4)

2017 fala do tempo da presença do Eterno através da Pessoa do Espírito Santo vir sobre a vida dos sedentos. Isso nos orienta a desejarmos mais do Senhor Deus, pois as nossas sedes serão alimentadas. Também fala do nosso coração buscar a chuva da revelação da Palavra através do Espírito Santo. E como nosso Deus faz infinitamente mais; podemos confiar que a promessa alcança a nossa posteridade e a nossa descendência conforme estabelecido na palavra de Deus. (Isaías 44.3)

Será o ano da Plenitude do Espírito Santo. O Ano do avivamento da revelação da Palavra. O ano da abundância de Deus em todos os aspectos espiritual, familiar e financeiro.

Apenas tenha uma atitude de sede, deseje mais de Deus.

Apóstolos Valdemir e Margareth Carneiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.