Baixe o PDF Aqui!

 

APROVADO NO TESTE DA FIDELIDADE

 

A Bíblia registra o chamado de um homem que iria ser o responsável pelo processo de libertação do povo Hebreu da opressão de Faraó. Esse homem precisava ser determinado, destemido, focado no objetivo, mas acima dessas qualidades deveria ser fiel a quem O chamou, fiel a missão, fiel ao povo que iria conduzir a Terra da Promessa.

A Moisés foi dado alguns desafios como: tirar as sandálias dos pés para pisar em terra santa, jogar o cajado no chão e ver a transformação dele em serpente e ter que pegar na calda da serpente sem medo de ser ferido por ela; também ir até Faraó para solicitar a liberação do povo para ir ao deserto sacrificar ao Senhor. E em todos esses desafios podemos ver que Moisés foi fiel na atribuição dada a ele.

“E Deus disse mais a Moisés: Assim dirás aos filhos de Israel: O Senhor Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó, me enviou a vós; este é meu nome eternamente, e este é meu memorial de geração em geração. Vai, e ajunta os anciãos de Israel e dize-lhes: O Senhor Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, me apareceu, dizendo: Certamente vos tenho visitado e visto o que vos é feito no Egito. Portanto eu disse: Far-vos-ei subir da aflição do Egito à terra do cananeu, do heteu, do amorreu, do perizeu, do heveu e do jebuseu, a uma terra que mana leite e mel. E ouvirão a tua voz; e irás, tu com os anciãos de Israel, ao rei do Egito, e dir-lhe-eis: O Senhor Deus dos hebreus nos encontrou. Agora, pois, deixa-nos ir caminho de três dias para o deserto, para que sacrifiquemos ao Senhor nosso Deus.” (Êxodo 3.15-18)

Durante 40 anos, Moisés foi fiel ao povo de Deus que perambulou pelo deserto na caminhada para a Terra Prometida. Esses 40 anos serviram para desenvolver uma fé firmada na Palavra do Eterno e para provar que o coração de Moisés foi mantido fiel em todo o tempo à missão recebida e a Deus.

A experiência da sede no deserto.

“Depois fez Moisés partir os israelitas do Mar Vermelho, e saíram ao deserto de Sur; e andaram três dias no deserto, e não acharam água. Então chegaram a Mara; mas não puderam beber das águas de Mara, porque eram amargas; por isso chamou-se o lugar Mara. E o povo murmurou contra Moisés, dizendo: Que havemos de beber? E ele clamou ao Senhor, e o Senhor mostrou-lhe uma árvore, que lançou nas águas, e as águas se tornaram doces. Ali lhes deu estatutos e uma ordenança, e ali os provou. (Êxodo 15:22-25)

Fome no deserto:

“E partindo de Elim, toda a congregação dos filhos de Israel veio ao deserto de Sim, que está entre Elim e Sinai, aos quinze dias do mês segundo, depois de sua saída da terra do Egito. E toda a congregação dos filhos de Israel murmurou contra Moisés e contra Arão no deserto. E os filhos de Israel disseram-lhes: Quem dera tivéssemos morrido por mão do Senhor na terra do Egito, quando estávamos sentados junto às panelas de carne, quando comíamos pão até fartar! Porque nos tendes trazido a este deserto, para matardes de fome a toda esta multidão. Então disse o Senhor a Moisés: Eis que vos farei chover pão dos céus, e o povo sairá, e colherá diariamente a porção para cada dia, para que eu o prove se anda em minha lei ou não.” (Êxodo 16:1-4)

Novamente sede no deserto:

“Depois toda a congregação dos filhos de Israel partiu do deserto de Sim pelas suas jornadas, segundo o mandamento do Senhor, e acampou em Refidim; não havia ali água para o povo beber. Então contendeu o povo com Moisés, e disse: Dá-nos água para beber. E Moisés lhes disse: Por que contendeis comigo? Por que tentais ao Senhor? Tendo pois ali o povo sede de água, o povo murmurou contra Moisés, e disse: Por que nos fizeste subir do Egito, para nos matares de sede, a nós e aos nossos filhos, e ao nosso gado? E clamou Moisés ao Senhor, dizendo: Que farei a este povo? Daqui a pouco me apedrejará. Então disse o Senhor a Moisés: Passa diante do povo, e toma contigo alguns dos anciãos de Israel; e toma na tua mão a tua vara, com que feriste o rio, e vai. Eis que eu estarei ali diante de ti sobre a rocha, em Horebe, e tu ferirás a rocha, e dela sairão águas e o povo beberá. E Moisés assim o fez, diante dos olhos dos anciãos de Israel. E chamou aquele lugar Massá e Meribá, por causa da contenda dos filhos de Israel, e porque tentaram ao Senhor, dizendo: Está o Senhor no meio de nós, ou não?”  (Êxodo 17:1-7)

O homem Moisés foi provado por 40 anos como líder que conduzia o povo para um lugar onde Adonai havia preparado. Foi provado por diversas circunstâncias, mas aprovado por manter o coração fiel a Deus, a missão e ao povo.

Deus trabalha através de pessoas fiéis e as abençoa. Ele busca pessoas que são fiéis em qualquer momento, seja no deserto, que consideramos o tempo de teste, mas também em tempos de benção, quando entramos na Terra da Promessa. Ser fiel significa ser dedicado, encorajador e leal.

Pessoas fiéis são dignas de confiança e crédito; são confiáveis, coerentes, constantes e firmes. Elas ficarão onde quer que Deus as coloque e serão sinceras com aqueles que Deus lhes deu para trabalhar.

Junto com Moisés na missão do deserto havia um homem que trabalhava lado a lado dele, este homem foi Josué.

Assim Deus abriu um novo capítulo na vida de Josué. Deu a ele uma missão de fazer o povo herdar a Terra da Promessa, mas para isso deveria atravessar o Jordão. A vida com Deus requer responsabilidades, Ele procura homens e mulheres fiéis para a grande missão. Talvez a sua seja alcançar a sua família, seus parentes, amigos e até uma nação, mas para o bom êxito da missão é necessário que o coração seja fiel, que permaneça na Palavra liberada pelo Senhor, assim como Jesus disse.

“E sucedeu depois da morte de Moisés, servo do SENHOR, que o SENHOR falou a Josué, filho de Num, servo de Moisés, dizendo: Moisés, meu servo, é morto; levanta-te, pois, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel. Todo o lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, como eu disse a Moisés. Desde o deserto e do Líbano, até ao grande rio, o rio Eufrates, toda a terra dos heteus, e até o grande mar para o poente do sol, será o vosso termo. Ninguém te poderá resistir, todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei. (Josué 1.1-5)

Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.” (João 15:7)

A fidelidade a Deus é revelada pela ação de obedecer. Não podemos dizer que somos fiéis a uma missão sem que haja obediência ao comando dado para o desenvolvimento dessa missão.

 

Apóstolos Valdemir e Margareth Carneiro

Deixe uma resposta